Garanta você também seu benefício do Bolsa Família

Ainda que o programa seja um sucesso, existem algumas falhas a serem consertadas, as quais, são admitidas pelo próprio Governo.

A primeira é o fato que, apesar de toda a tecnologia aplicada para fiscalizar e controlar a distribuição do benefício, ainda há muitas fraudes, com famílias que ganham mais do que a renda mínima obrigatória para receber a ajuda, falsificando documentos e conseguindo essa bolsa sem cumprir o calendário pregado pelo governo.

Pagamento Bolsa Família
Pagamento Bolsa Família

Outra falha é que o programa ainda não consegue oferecer uma porta de saída adequada para essas famílias se livrarem da dependência do Governo. É o famoso clichê, “não dar o peixe e ensinar a pescar”. É o bolsa família em 2018 e em todos os outros anos!

Na verdade, dar o peixe não é ruim, o problema mesmo, é esse peixe não vir acompanhado de uma varinha, que seria um curso de complementação ou um ensino profissionalizante, enfim, algum ato que ajude essas camadas mais pobres da sociedade, a saírem do modo de substancia e conseguirem criar algo, que lhes dê renda e uma maior qualidade de vida em 2016.

É necessário se recadastrar

Para as famílias que ainda necessitam do programa, é preciso ficar atento, pois, o prazo para o recadastramento já vai se encerrar para esse ano de 2016.

Por isso, é necessário correr até uma agência da Caixa Econômica Federal ou até a Prefeitura da sua cidade, com o comprovante de renda, comprovante de matricula das crianças, caderno de vacinação e um documento com foto, para poder participar novamente do programa esse ano. Lembrando sempre que o recadastramento é anual, então, é necessário fazer essa pequena burocracia todos os anos.

Valores bolsa família

Cartão de benefícios da família brasileira – Para quem ainda não conhece, os valores da Bolsa família são bem baixos e ninguém consegue viver com esse benefício, por isso, é realmente necessário trabalhar, para conseguir complementar a renda.

Os valores para o ano de 2016 foram ajustados e são os seguintes:

Benefício Básico: Esse é um benefício que as famílias em extrema pobreza (renda mensal de até R$77,00 por pessoa) recebem. O auxílio é de R$ 77,00 mensais, ou seja, nada que dê para viver com um mínimo de dignidade;

Benefício Variável: Esse benefício é dado para as famílias pobres e extremamente pobres, as quais, possuam crianças e adolescentes de 0 a 16 anos, devidamente matriculados no calendário do bolsa familia. O valor de cada benefício é de R$ 35,00, e o número máximo de benefícios recebidos por mês é 5, por isso, cada família pode receber no máximo R$ 175,00 reais, com mais 77 reais, dá igual a 252 reais, digamos que é um nada, para sobreviver pelo mês inteiro.

Como se pode ver, não é nenhuma riqueza e nenhum acinte esse valor, o qual, é o mínimo para que essas famílias tenham um mínimo de qualidade de vida.

E vocês, tem mais alguma dúvida sobre esse programa, deixem seus comentários abaixo e participem do post.

Calendário eleitoral – Veja as datas de votação

É bem verdade que os assuntos políticos exigem um maior envolvimento para serem compreendidos, também é correto afirmar que parte da população não entende de políticas e não gostaria de ter a obrigatoriedade do voto, e infelizmente, é verídica a corrupção nas eleições, principalmente no período de eleições.

As eleições no Brasil acontecem a cada 2 anos, em um período concorrem aos cargos de presidentes, governadores, senadores e deputados; e no período eleitoral seguinte concorrem aos cargos de prefeito e vereador.

TSE Urna Eletrônica
TSE Urna Eletrônica

O período de mandato deve ser acompanhado pela população, que tem o direito e o dever de cobrar daqueles que foram escolhidos para servir à sociedade.

Ainda em 10 de novembro de 2017, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) publicou o calendário para as eleições 2018. Confira agora os prazos dados aos partidos, candidatos e eleitores.

  • 1 de abril de 2018 – O TSE vai disponibilizar até 5 minutos (contínuos ou não) todos os dias, em rádio e televisão, para propagandas de incentivo a participação das mulheres na política, e também para os demais cidadãos sobre as como é o processo eleitoral brasileiro.
  • 2 de abril de 2018 – O candidato precisa estar filiado ao seu partido até esta data.
  • 4 de maio de 2018 – O eleitor tem até esta data para modificar sua situação eleitoral, seja por transferência domiciliar, regularização ou transição de seção.
  • 13 de junho de 2018 – Nomeação das pessoas que irão atuar nos locais de votação.
  • 20 de julho de 2018 – Ficam autorizadas aos partidos, ações para definir os candidatos.
  • 3 de agosto de 2018 – Prazo para solicitação de 2ª via do título fora do domicílio eleitoral.
  • 16 de agosto de 2018 – Propaganda eleitoral liberada.
  • 26 de agosto de 2018 – Início da propaganda eleitoral nas emissoras de rádio e televisão;
  • 22 de setembro de 2018 – Último dia para solicitar a 2ª via do título, para os eleitores em seu domicílio eleitoral.
  • 27 de setembro de 2018 – A partir desta data nenhum eleitor poderá ser preso ou detido, exceto em casos de flagrante, obedecendo uma sentença criminal de crime sem fiança, ou por desrespeito a salvo conduto.
  • 29 de setembro de 2018 – Término da propaganda eleitoral nas emissoras de televisão e rádio.
  • 2 de outubro de 2018 – Primeiro turno das eleições.
  • 30 de outubro – Segundo turno das eleições.

Eleições 2018: Consulta de Candidatos

Antes de votar é importante pesquisar sobre a trajetória daquele candidato, mesmo que você tenha ouvido sobre as boas ações que ele tenha feito.

O TSE disponibiliza um link para que você veja quais são os pré-candidatos e depois do prazo estabelecido para a confirmação do cadastro, eles passam a ser de fato candidatos aos cargos.

Até o momento o link não foi disponibilizado, mas quando isso acontecer iremos disponibilizá-lo aqui.

Como administrar um salário mínimo

Com o reajuste aprovado no início de 2018 o cidadão brasileiro passou a receber o salário mínimo no valor de R$ 937,00. Sendo assim, as pessoas tiveram um acréscimo de 9% na renda mensal, uma vez que a quantia anterior era de R$ 880,00. Segundo o Governo Federal, responsável pela alteração, este dinheiro a mais que está entrando na conta dos trabalhadores, aposentados e segurados tem como função melhorar a qualidade de vida.

Como administrar um salário mínimo
Como administrar um salário mínimo

O aumento na renda da família brasileira abre mais possibilidades e dá poder de compra para as pessoas, que passam a contribuir com a economia brasileira, ajudando o país a se desenvolver e também crescer o PIB (Produto Interno Bruto), que é o quanto de riqueza o Brasil produz por ano. Se você recebe, entretanto, o seguro desemprego, precisa ficar atento para não estourar o orçamento mensal, já essa remuneração é apenas temporária, de 3 a 5 meses, dependendo do histórico de demissões do trabalhador.

Com esta adição do piso do salário mínimo em 2018, os cidadãos podem aproveitar para investir em alimentação, educação, saúde, entre outros itens fundamentais. Além disso, também pode-se poupar para empregar o dinheiro em outros projetos. Para que isto aconteça, é necessário saber como administrar o salário.

Embora o salário mínimo em muitos casos seja destinado às necessidades básicas, também é possível poupar e se organizar para comprar itens de valor alto ou mesmo somente para economizar. Em primeiro lugar é necessário que a pessoa crie o habito de guardar uma determinada quantia de dinheiro, que inicialmente pode ser mínima de R$ 1,00 POR dia ou R$ 10,00 por semana.

Como administrar o salário

É importante ressaltar que primeiramente é necessário investir nas coisas básicas e necessárias para a sobrevivência de cada um. Feito isso, da quantia que sobrar pode-se retirar 10% do valor do salário mínimo 2018 para ser investido em outras coisas.

É importante que ganhos extras, como o 13º e o abono salarial do trabalhador sejam usados para quitar dívidas em pendências, para evitar o cidadão de acabar enforcando o próprio orçamento, o que é muito comum na classe média brasileira.

Para não desanimar, depois de certo período guardando o dinheiro a pessoa pode retirar uma quantia para gastar consigo mesma, porém, se cometer exageros. Conforme receber o salário, o valor gasto deve ser restituído. Dessa maneira o indivíduo sentirá prazer em economizar o seu dinheiro, podendo idealizar projetos maiores, atingir novas metas, mesmo tendo uma renda mensal baixa.